17 de mai de 2011

Shukugyō


O post de hoje fala de uma coisa muito legal, sobre profissões.Mas, para aprender profissão em japonês, é preciso saber primeiro como é a palavra “profissão”... E existem, infelizmente, duas maneiras pra isso:

1. (o)shigoto

Essa primeira opção tem o significado mais próximo de “trabalho”, não de “profissão” em si. Qual a diferença? Bom, “trabalho” tem mais relação com o que você faz, não sendo necessariamente uma profissão. Exemplo? Estudante. Não é uma profissão exatamente, é uma ocupação.

2.(go)shukugyō

Essa, sim, é a palavra “profissão” em si. Se refere a médicos, motoristas, dentistas... É tanto que, se você visitar o Google Tradutor (no qual não aconselho confiar inteiramente e ter outra fonte pra comparar e pesquisar), e colocar a tradução do português para o japonês, a palavra profissão será traduzida para “shukugyō”.

*Agora, uma coisinha:

As letras entre parênteses, as quais vocês com certeza notaram, são usadas em sinal de formalidade e respeito, e apenas quando falamos do emprego de outra pessoa. Se eu estiver falando da minha profissão, porém, usarei só “shigoto” ou “shukugyō”.
A maioria das palavras estará em kanji, mas algumas estarão em katakana. A diferença entre elas é que as palavras em katakana serão as de origem estrangeira. Bom, mas isso é mais fácil de entender na prática.
Vamos ver:

Advogado – Bengoshi (べんごし)

Pronúncia: bên-gôshi. Ah, uma curiosidade pra vocês: pra ser um juiz, um promotor, um desembargador, é necessário ter alguns anos de experiência advogando. Resumindo: quem faz o curso de direito e deseja prestar um concurso público para alguma profissão que não seja advocacia “pura” é obrigado a advogar durante, no mínimo, um ano. É um pré-requisito para assumir, caso você passe no concurso que prestou.

Agricultor – Nōmin (のうみん)

Pronúncia: nômín. Bom, imagino que pouca gente aí queira ser um agricultor, né? Nada contra quem lida com a terra, mas as profissões mais visadas hoje em dia são outras. Então, para aprender a memorizar, lembre-se: não quero ser agricultor... “não eu”... “no min”...

Bancário – Ginkōin (ぎんこういん)

Pronúncia: guínkôín. Ok, esse não tem maneira fácil de memorizar, creio eu. Então, vamos a uma piadinha sobre a pronúncia dos japoneses... Dizem por aí, nas comunidades de orkut da vida, que “bancário” em japonês é “kijuro burabo”. Entendeu? Não? Uma dica: lembram que “green” é pronunciado “gurin” em japonês? É o mesmo princípio para “burabo”, só que ao inverso.

Cozinheiro – Kokku (コ ツク)

Pronúncia: kôku. Ah, cozinheiro é fácil de lembrar pra quem sabe inglês. Cozinheiro, em inglês é “cook”. Pra quem lembra do post passado, “kokku” é como se pronuncia “cook” em japonês... por que eles distorcem um pouco o inglês ao falar.

Empregado de loja/empresa – Kaishain (かいしゃいん)

Pronúncia: káishaín. Embora não seja uma palavra estrangeira, essa palavra lembra “caixa in”, que lembra os caixas de supermercados... Comércio, lojas, empregados de lojas... Deu pra entender?

Enfermeiro – Kangoshi (かんごし)

Pronúncia: kangôshí. Não sei como fazer a memorização dessa palavra ficar mais fácil,portanto ponham a  cabeça pra funcionar, e memorizem a palavra!

Estudante Universitário – Daigakusei (だいがくせい)

Pronúncia: dáigákússêi. Não há como facilitar aprender isso, então tem piadinha... Mais uma vez relacionada à pronúncia. Pra quem não é universitário ainda, uma dica: as ‘matérias’, na faculdade, são chamadas de “cadeiras”... Se você se der mal nas provas, pode acabar perdendo a cadeira e ter que estudar tudo aquilo de novo no semestre seguinte. Dica dada, vamos à piada (ah Meu Deus, isso rimou): estudante universitário, em ‘japonês distorcido’, seria... Essaka Dera Mimata.

Jornalista – Jānarisuto (ジャーナリスト)

Pronúncia: jânaríssuto. Ok, essa não é difícil... Lembra até a palavra em português, gente...

Juiz – Saibankan (さいばんかん)

Pronúncia: sáibânkán. Essa é terrível... Não a palavra, mas a piadinha... Acostumem-se, porque agora essas piadinhas sem graça serão mais e mais constantes nos posts (risada maligna). Bom, juízes são frequentemente vistos como pessoas poderosas... Na linguagem popular, pessoas poderosas “se acham” muito, de modo que “saem bancando os maiorais”... Bom, “saibankan” lembra “sai bancando”... Viram? Eu disse que a piadinha era horrível.

Médico – Isha (いしゃ)

Pronúncia: ishá. Não há o que fazer aqui, sinto muito. A não ser que... Bom, piadinha ridícula de última hora... Se você tem medo de ir ao médico porque vai levar uma injeção, dá um “up”! Não, calma, brincadeira, não precisa dar “up”, isso é coisa de comunidade do orkut... Mas o medo de injeção muitas vezes faz a gente falar algo do tipo “ishi!”... Pra ver o que o medo faz: até te ensina a falar japonês.

Policial – Keikan (けいかん) ou Omawarisan (おまわりさん)

Pronúncia, respectivamente: kêikán e omáváríssan. Antes que me perguntem, infelizmente eu não sei por que existem essas duas palavras que significam “policial”. Se alguém aí souber, a explicação é muito bem-vinda.

Professor – Kyōshi (きょうし)

Pronuncia: kiôshi.Vocês pensaram que era “sensei”? Eu também... E é. Mas, enquanto “sensei” é uma maneira mais informal de tratar seu professor (e também uma forma de chamá-lo de “mestre”, “instrutor”, “treinador”), kyōshi é algo formal.

Fonte: radioblast

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...