8 de nov de 2011

Desigualdades no Japão

A televisão estatal japonesa NHK divulgou um extenso programa focalizando o esforço de um empresário agroindustrial que fornece seus produtos para diversas redes de supermercados, com nome Fukushima, muito comum na província do mesmo nome, fortemente atingido pelas radiações da usina de Fukushima Daiichi. A província é fornecedora tradicional de um dos tipos de arroz mais prestigiados no Japão, cujo consumo caiu vertiginosamente diante da maior radiação de algumas áreas. Este empresário, que trabalha com diversos produtos agroindustriais da região, ficou numa situação econômica bastante complicada, mas acabou conseguindo que o arroz que comercializa ganhe a confiança dos consumidores, diante da dupla checagem, tanto efetuada pelo produtor agrícola como pela sua empresa, de forma a assegurar a qualidade do seu produto e reconquistar a confiança dos seus consumidores.
No entanto, verifica-se que muitas terras aráveis da região Nordeste do Japão continuam com níveis de radiação elevadas e, mesmo que os produtos possam ser comercializados por estarem dentro dos padrões aceitáveis, os consumidores acabaram ficando com o receio de consumi-los, deixando os produtores rurais numa situação calamitosa. Isto continua acontecendo com muitos destes produtores, apesar de diversos esforços promocionais, inclusive de ostras produzidas na região. Certamente, as autoridades japonesas necessitam dar uma assistência adicional para estes produtores.
20111007p2a00m0na001000p_size8
De outro lado, constata-se que as empresas relacionadas com os esforços de reconstrução da região, tanto da infraestrutura, instalações industriais e comerciais, bem como novas residências para as vítimas do terremoto seguido de um forte tsunami estão com muito trabalho e enriquecendo com suas atividades. As vendas de produtos de luxo, como carros de elevada qualidade importados da Europa, produtos de famosas grifes internacionais, bem como joias e outros produtos de alto valor continuam mais elevadas na região do que no restante do Japão. Somam-se ainda os recursos das indenizações que foram pagas pelas companhias de seguro, além das doações provenientes de todo o mundo.
Lamentavelmente, tudo isto parece estar aumentando a desigualdade entre os habitantes do Japão, com o aumento de idosos sem o adequado amparo social, bem como alguns estrangeiros desempregados, que sempre existiram no país, mas que estão sendo mais fortemente atingidos pela atual crise internacional, agravada pela falta de competitividade japonesa com o câmbio extremamente valorizado.
No mundo globalizado, nota-se que os mesmos problemas que ocorreram com o abastecimento de peças produzidas na região mais atingida do Japão repetem-se agora com as inundações que se registram na Tailândia. Tudo isto acaba agravando a situação dos menos favorecidos, provando também o aumento das desigualdades, pois os em melhor posição estão abarrotando as novas lojas com muitos produtos de luxo, como na proximidade de Ginza/Yurakucho/Marunouchi em Tóquio.
Tudo isto faz com que se aumente as manifestações populares contra o TPP – Tratado de livre comércio dos Países do Pacífico e até alguns isolados eventos tipo Fora Wall Street, também no Japão.
Fonte: asiacomentada. 

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...