15 de abr de 2012

Tatuagem

 A história da tatuagem no Japão é ambígua e bastante irônica. Na época feudal as tatuagens eram usadas como forma de punição, ser tatuado para os antigos japoneses era uma marca negativa eterna em seus corpos. Um simples traço no braço era considerado pior que a morte. Tempos depois, na tenebrosa Era Tokugawa, a repressão era tão intensa que ser considerado um criminoso era sinônimo de resistência, a tatuagem entrou no pacote e se tornou indispensável no corpo daqueles que queriam protestar.
Quando surgiu a Yakuza, famosa máfia japonesa, a tatuagem foi usada como sinal de lealdade e sacrifício à organização e estava presente no corpo de todos os membros, o principal desenho é um dragão que cobre as costas e abraça o corpo inteiro.
Para eles, colocar tatuagem tem três significados, na verdade.
  - O primeiro é comprovar para o chefe e outros membros que ele é um cara corajoso, que aguenta a dor durante o processo de fazer tatuagem.
  - O segundo é comprovar que ele é revoltado em relação à sociedade comum e demonstra fidelidade ao grupo de Yakuza que ele pertence.
  - O último é fazer com que os cidadãos saibam que ele é Yakuza através da tatuagem, apesar de não ter oportunidades de mostrá-la na vida cotidiana.
De qualquer maneira, a tatuagem é, geralmente, um símbolo da Yakuza.
No Japão, há banheiras públicas onde o público comum pode tomar banho pagando uma entrada. Normalmente neste tipo de estabelecimento, há uma placa avisando que é proibida a entrada de pessoas que possuam tatuagem, o que impediria a entrada de Yakuza que pode brigar com outros clientes dentro da banheira.
Ou seja, se um estrangeiro que tem tatuagem for à banheira pública no Japão, pode não conseguir entrar por ter tatuagem em seu corpo.
Não estamos acostumados a esse tipo de situação, pois os brasileiros não se importam com o que as outras pessoas fazem. Com isso a tatuagem acabou se banalizando por aqui. É o nosso lado individualista, que não pensa mais no que isso poderia afetar o próximo ou até mesmo a sociedade.
No Japão, hoje em dia, esse individualismo está tomando conta da sociedade também. Mesmo assim, a tatuagem ainda não é aceita da mesma forma que para nós.
E com isso, muitos, geralmente os japoneses, se surpreendem com visões totalmente diferentes sobre a mesma coisa nas duas sociedades.



1 comentários:

Considero essa visão bem antiquada. Entretanto, sei que é cultural e respeito muito. Tenho tatuagens, duas para ser exata, mas ambas são pequenas. Fico até com medo de visitar o país e me barrarem por tê-las :P

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...