27 de jan de 2011

O melhor da tecnologia do Japão...

Há apenas alguns anos, a liderança japonesa em tudo o que é digital era fácil de ser vista. Consumidores japoneses podiam comprar gadgets domésticos de marcas como Sony, Toshiba e Panasonic muitas vezes até um ou dois anos antes que os produtos chegassem a outros países. Mas agora as coisas mudaram.

Com eletrônicos sendo lançados cada vez mais simultaneamente em todo o mundo, não é mais o hardware que torna algo legal, mas sim o que você pode fazer com ele.

TV digital móvel
Vejamos o OneSeg, sistema de TV digital móvel do Japão. A indústria de eletrônicos inteira, emissoras de TV e governo fecharam em 2008 acordo em torno de um único padrão de transmissão, eliminando a competição técnica que emperra esse serviço nos EUA e na Europa.

O resultado é um serviço popular com acesso a praticamento todos os canais convencionais sem custo adicional. Mais de 20 milhões de telefones celulares com o serviço já foram vendidos, e tem sido cada vez mais comum ver pessoas assistindo TV em trens e cafés no Japão.

Os telefones mais modernos também permitem que você grave programas de televisão. E se você estiver em um espaço público, mas tiver esquecido dos seus fones de ouvido, não tem problema. É só apertar alguns botões que as legendas aparecem, o que permite ver a programação com o áudio desligado.

Além disso, uma empresa de dados terceirizada fornece informações sobre o programa que está no ar, promoções das emissoras e, freqüentemente, um link para o site de Internet móvel da estação de TV.

Carros conectados
 

No Japão, sistemas de navegação veicular foram, por anos, acessório indispensável. As ruas de cidades como Tokyo muitas vezes não têm nomes, o que tornava esses sistemas bons economizadores de tempo.

Lique um destes dispositivos a seu celular e você terá uma conexão através da qual informações mais atualizadas sobre tráfego e caminhos de ruas estarão disponíveis. O sistema já sabe onde fica o posto de gasolina mais próximo, mas com o link da rede, ele também pode dizê-lo até onde fica o mais barato, graças a atualizações diárias nos preços do combustível.

Quando você está dirigindo, o telefone pode conectá-lo a um operador que vai ajudá-lo na sua jornada e até reprogramar remotamente seu sistema de navegação, de maneira que você não precise nunca tirar suas mãos do volante.

Cerca de 10% das ruas são cobertas com sensores que fornecem informação sobre o trânsito. A Nissan está testando um novo sistema que coleta dados sobre as ruas em que você andou e as velocidades que atingiu e os envia para um computador central que adiciona a informação à base de dados de tráfego para um retrato mais completo dos congestionamentos.

A alta tecnologia também está sendo empregada na segurança dos carros, como é o caso do Round View Monitor. Os sinais de vídeo de quatro câmeras instaladas no veículo são processados e combinados em uma imagem só, de modo que você tenha a sensação de estar vendo o seu carro de cima. Isso torna muito fácil o uso da ré em espaços apertados e é um grande passo para além das câmeras simples presentes agora em alguns caminhões e carros maiores.
 Robôs
Nenhuma discussão sobre tecnologia no Japão estaria completa sem se falar sobre robôs. Pesquisadores japoneses são os liderem em tecnologia robótica, e humanóides como o Asimo da Honda são extremamente impressionantes.Alguns exemplos:

 Existe uma versão do Asimo que consegue servir bebidas em uma bandeja e tem a habilidade de trabalhar de maneira inteligente com outro robô Asimo nas redondezas para que as tarefas sejam concluídas mais rapidamente.

 Robôs que auxiliam as pessoas que trabalham em escritórios levando chá e café para os convidados...

A fabricante rival Toyota tem um monte de robôs, incluindo um que toca violino..

A empresa tem também o Robina, projetado para servir de guia em locais públicos. A Toyota o colocou em uso no ano passado em um saguão público no Japão e espera que o Robina seja comercialmente viável na metade da próxima década.

Um papel muito mais sério tem o Twendy One, um robô de auxílio doméstico desenvolvido pela Universidade Waseda de Tokyo. Ele faz muitas tarefas básicas, com as quais uma pessoa debilitada pode precisar de ajuda, como ajudar a levantar da cama e servir alimentos e bebidas.

Isso provavelmente significa um futuro déficit de mão-de-obra. Esta é uma das razões pela qual muito dinheiro está sendo injetado na tecnologia robótica nesta nação já repleta de tecnologia.

Fonte: htmlstaff.org

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...