3 de jan de 2011

Tradições do ano novo

Por ser tratar de um país cristão, no Brasil costuma-se dar mais importância a Festa do Natal do que a de Ano Novo, diferente do Japão onde a religião predominante é o budismo. Embora, nos últimos anos tem se observado que a festa de Natal está sendo incentivada mais como uma festa para a troca de presentes, o Oshogatsu (Ano Novo) é muito importante para os nipônicos. A preparação para esta celebração começa no mês de dezembro,que no calendário lunar japonês, é chamado de "shiwasu", já o último dia do mês é chamado de "misoka" e o último dia do ano de "ômisoka".

A passagem de ano é, sem dúvida, a data mais importante no calendário japonês, festejada com práticas tradicionais que se prolongam por vários dias. Interessante é o forte cunho religioso incorporado, como um momento sagrado na vida de cada indivíduo e por tal razão desencadeando vários costumes rituais. A começar pelo "osoji", a faxina geral que deve ser feita até o fim do ano, cujo sentido não é só de limpeza do espaço físico mas também espiritual. O shogatsu é o marco zero para a renovação e recomeço.

A volta ao furo-sato, terra natal, para passar o shogatsu com os familiares, também dá uma mostra do quão relevante é a data. Os meios de transportes entre as províncias alcançam o pico máximo de passageiros, sendo difícil conseguir passagens para os dias do começo e fim do fuyu-yasumi, o feriado de inverno, a não ser com boa antecedência, e as estradas ficam completamente congestionadas.

Observando a maneira como os japoneses comemoram a passagem do ano, podemos compreender muito da filosofia de vida desse povo. Ainda há tempo para se misturar à multidão que visita os templos e imitá-los em seus rituais, renovando o espírito para o novo ciclo em nossas vida.

Passagem de Ano

Para os budistas, à meia-noite há a cerimônia religiosa Joya-no-Kane, que consiste em 108 badaladas dos sinos dos templos japoneses para comemorar a passagem para o Ano Novo. Os japoneses acreditam que estas badaladas servem como uma despedida das aflições que sofreram no ano anterior.

Muitas famílias passam o Ano Novo assistindo o Kohaku Utagassen, programa musical com cantores famosos e que já se tornou uma tradição no Japão.

Há também os que vão ver o primeiro nascer do sol do dia 01 de janeiro (Hi no dê).


Joya no kane - Cerimônia de tocar o sino 108 vezes
Na noite de 31 de dezembro, muitos japoneses vão ao templo para assistir à cerimônia do Joya no kane, que consiste em tocar o sino 108 vezes (107 vezes pouco antes da meia-noite e a última badalada à zero hora do Ano-Novo). De acordo com a crença budista, as 108 badaladas representam os 108 pecados ou desejos mundanos do homem, e o tocar do sino serve para afastar esses desejos, a fim de que o homem possa entrar purificado no novo ano.

Toshikoshi sobá - Macarrão saboreado na passagem do ano.

Na véspera do Ano Novo, as famílias se reúnem para comer sobá (macarrão de trigo sarraceno), que neste caso é chamado de Toshikoshi-sobá – literalmente macarrão da passagem de ano.

Esse costume começou no período Edo (1603-1867), quando as pessoas acreditavam que sobá ajudava a atrair dinheiro. Hoje em dia este macarrão, por ser fino e longo, simboliza longevidade, pois lembra barba e cabelos brancos dos deuses da longa vida.

Além disso, o soba tem o mesmo som da palavra japonesa que significa perto – ou seja , indica a proximidade do Ano-Novo.

Osechi ryori - Refeição dos 3 primeiros dias do ano

Com uma história de cerca de 650 anos, osechi ryori originalmente eram os pratos que se serviam durante os festivais como uma oferenda aos deuses. Atualmente, é a refeição especial que os japoneses saboreiam nos três primeiros dias do ano (sanganichi).

Diversas iguarias são preparadas e dispostas artisticamente em um conjunto de caixas de laca, geralmente em quatro camadas. Embora com diferenças regionais, o conteúdo básico é o mesmo e inclui picles adocicado (tsukemono), peixe defumado e outras delícias. Cada prato simboliza algo relacionado com boa sorte ou felicidade.

Como é trabalhoso preparar pessoalmente os pratos, hoje em dia se compra o osechi ryori pronto em qualquer loja de departamento.

Hatsumode

A primeira visita a um templo budista ou santuário shintoista no Ano Novo.

Muitos japoneses costumam acordar cedo no dia 1o de janeiro para fazer a primeira visita nas primeiras horas da manhã e aproveitar melhor o feriado. O objetivo da visita é rezar por saúde e felicidade no ano que está se iniciando. Algumas pessoas deixam para fazer essa peregrinação no decorrer da primeira semana de janeiro, sendo que os principais santuários do Japão recebem milhões de visitantes nos três primeiros dias do ano.

Mas não é só para rezar que se vai ao jinja ou otera, o hatsumode não deixa de ser também uma diversão, em que as jovens se vestem com coloridos quimonos e passeiam acompanhadas de familiares, amigos ou namorados.

Kakizome - Primeira caligrafia do ano

Geralmente no dia 2 de janeiro, muitos japoneses pegam um papel branco fino e escrevem cuidadosamente, com pincel japonês (fudê) e tinta nanquim, um poema ou uma frase clássica, por exemplo um lema ou resolução para o novo ano.

Anualmente é realizado um tradicional concurso de caligrafia durante um dia do shogatsu no ginásio Nippon Budokan, onde participam da disputa cerca de 5 mil crianças.

Hanetsuki - Jogo de peteca

Ano Novo é também sinônimo de diversão. Uma brincadeira tradicional, mas que já não é tão praticada quanto antigamente, é o hanetsuki . Meninas vestidas de kimono jogam peteca com raquetes de madeira com belos desenhos (o hagoita). Quem deixar cair a peteca recebe, como punição, uma pincelada de nanquim no rosto , de maneira jocosa.

Hyakunin Isshu

Jogo de cartas típico do Ano Novo. As cartas têm impressas uma coleção de 100 famosos waka (poema clássico no formato tanka, 31 sílabas). São dois conjuntos de cartas: um com os poemas e outro com apenas as últimas 14 sílabas dos mesmos poemas.

A medida que o narrador lê um poema do primeiro conjunto de cartas, os jogadores devem escolher do outro conjunto a carta que completa o poema. Ganha quem apanhar mais cartas.

Otoshidama - Presente em dinheiro dado às crianças

Ansiosamente aguardado pelas crianças japonesas, o otoshidama é o presente em dinheiro que pais e parentes dão no Ano Novo às crianças, para que elas possam comprar algo que desejam. A importância dada pode variar de 1.000 a 10.000 iens (R$ 25,00 a R$ 250,00). Talvez devido à redução do número de crianças no Japão, esse valor vem crescendo gradativamente.

Aprenda à desejar felicidades no Ano Novo em japonês:

Kinga shinnen - Desejo-lhe um próspero Ano Novo

Akemashite omedetou gozaimasu - Parabéns pela passagem do Ano Novo

Tsutsushinde shinnen no oyorokobi o moushiagemasu - Estou transmitindo minha alegria pela passagem do Ano Novo

Shinshun no Goshukushi o Moushiagemasu - Desejamos prosperidade no Ano Novo

Gashou - Uma expressão que saúda o Ano Novo

Geishun - Uma expressão que dá as boas vindas ao Ano Novo

Shinnen - Ano Novo

Fonte: http://japaoonline.com.br/pt/tradicao.htm

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...