25 de fev de 2012

Sumie

A origem do sumie está nos mosteiros budistas da China durante a dinastia Sung (960-1274), com o nome de suiboku-ga (pinturas monocromáticas de tinta carbono). Ela foi levada ao Japão no século 14, cuja temática era essencialmente religiosa (zen-budista) representando elementos budistas como círculos (vazio interior) ou a natureza como rochas e águas.

A partir do século 15 (Período Muromachi), o sumie se impõe como arte independente marcada pelo surgimento de importantes artistas, como Sesshu, que criam uma linguagem japonesa. Sesshu utilizava a técnica conhecida como shumpo - pincelava com linhas grossas e exageradas junto com linhas finas e delicadas para produzir um efeito de tridimensionalidade.
O sumie possui traços semelhantes aos da caligrafia e usa praticamente os mesmos materiais (suzuri - recipiente para preparar a tinta; fude - pincel, papel; e sumi - tinta feita de fuligem de plantas e cola) e segue os mesmos princípios: pinceladas com grande controle e energia. E mais do que isso, muita concentração: a tinta não pode ser removida do papel ou alterada.
Sumie fotográfico.

1 comentários:

Este comentário foi removido pelo autor.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...